Bolha Respiratória Individual Controlada (BRIC) – LifeTech Engenharia

Bolha Respiratória Individual Controlada (BRIC)

Uso da Bolha Respiratória Individual Controlada na recuperação de pacientes com covid-19

Em tempos de pandemia, métodos para salvar vidas são formulados e aplicados. Todos com o objetivo do bem comum da população e segurança daqueles que estão sofrendo com o Covid-19 e outras doenças respiratórias, e também na segurança das equipes médicas que estão na linha de frente no combate a essas doenças.

Um exemplo disso é a Empresa Life Tech Engenharia que fabrica bolhas respiratórias individuais controladas (BRIC).

O que é a Bolha Respiratória Individual Controlada (BRIC)?

A bolha respiratória é uma interface entre paciente e um ventilador mecânico ou outro dispositivo gerador de fluxo e pressão, e tem como objetivo ajudar no tratamento e na recuperação de pacientes que estejam com dificuldades respiratórias. O capacete é transparente e confortável, assim o paciente pode interagir facilmente com os profissionais de saúde e ter acesso a dispositivos eletrônicos (caso seja possível). O equipamento possui entradas para serem conectadas a respiradores portáteis e não portáteis, geradores de fluxo e/ou similares, para alimentação e caso seja necessário um acesso para limpeza e cuidado com o paciente.

É um equipamento de fabricação nacional, aprovado pela ANVISA, e está disponível em 15 estados brasileiros. 

Como a Bolha Respiratória Individual Controlada (BRIC) funciona?

O dispositivo funciona com Ventilação Mecânica Não Invasiva, mantendo o paciente isolado do pescoço para cima, protegendo a equipe médica de ser exposta ao vírus.

 Ao ligar a bolha respiratória a um cateter nasal de alto fluxo com Pressão Positiva Expiratória Final (PEEP), há a umidificação do ar ao paciente em 100% a 37°C, que resulta na:

  •  Expansão nos alvéolos pulmonares
  •  Eliminação do gás carbônico exalado durante a respiração
  •  Melhora da oxigenação
  •  Alívio em relação à falta de ar (dispneia) 

Há um segundo mecanismo no tratamento, onde a BRIC é ligada a um ventilador mecânico no modo de Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas (CPAP), e assim temos:

  • Respiração espontânea do paciente
  • Melhora na respiração e menos falta de ar
  • Músculos pulmonares inspiratórios menos afetados pela diminuição da necessidade de se esforçar para respirar. 

Com estes dois mecanismos o paciente recebe tratamento constante, até receber alta médica. O uso do aparelho deve ser realizado por profissionais da saúde, como: fisioterapeutas, pneumologistas, intensivistas e outros.

Um dos exemplos de sucesso no uso da bolha respiratória foi o cardiologista Artur Raoul, que estava internado e recebendo tratamento contra a doença do Covid-19, por 39 dias, no hospital Hospital Vila Nova Star da Rede D`Or São Luiz. 

O médico Marcelo Amato, que é um pneumologista de renome e um dos responsáveis pela formulação da técnica com o capacete de Ventilação Mecânica Não Invasiva ofereceu para o paciente Artur, a possibilidade de utilizar o método com o capacete.

Ele começou com o uso da Bolha Respiratória (BRIC) e pode receber alta em 5 dias. A sua recuperação foi bem sucedida e o paciente relata: “Como médico, eu já sabia algo sobre o uso do helmet (“capacete” em inglês) na Itália. No hospital, sabiam da existência do dispositivo, mas não usavam. E foi a cereja do bolo: após cinco dias de tratamento com a BRIC, tive uma melhora significativa”. 

Se quiser escutar o depoimento de Artur Raoul, poderá acessar o áudio abaixo, referente a sua entrevista a CBN.

Entre em contato com a equipe da LifeTech Engenharia e adquira o capacete para que mais vidas possam ser salvas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.